Perguntas Frequentes Sobre Passagens Aéreas

Perguntas Frequentes Sobre Passagens Aéreas 

Duas pessoas viajando em classe econômica podem pagar tarifas diferentes?

Sim, um poderá pagar uma tarifa promocional e outro uma tarifa integral (ou cheia) e viajarem lado a lado no mesmo vôo. Em geral a variação ocorre na classe econômica, que chega a ter vários níveis de tarifas, como se o avião fosse dividido em cotas. Quanto mais barata a tarifa, maiores as restrições, por exemplo: não poder mudar a data, usar o bilhete dentro de um período preestabelecido, não poder fazer escalas e outras. Quanto maior a antecedência da reserva aérea, mais chances o passageiro terá para conseguir as tarifas mais baratas, mas o passageiro somente terá a garantia do preço da tarifa, quando a mesma for paga, isto é, quando a passagem for emitida, pois elas podem sofrer alteração de preço sem prévio aviso.

Pode-se conseguir descontos em passagens aéreas?

Sim, se viajar em baixa temporada, se viajar durante a semana, se emitir seu bilhete com bastante antecedência e se optar por vôos cujos desembarques ocorrem em aeroportos fora do centro da cidade aumentam as chances de conseguir tarifas mais baratas. Outras opções são os descontos especiais para grupos, estudantes e professores (portando a carteirinha internacional de estudante e/ou de professores).

Outra pessoa pode embarcar em meu lugar?

Não, toda passagem aérea é pessoal e intransferível, não importa a classe ou a tarifa. Esta informação está impressa na contracapa do bilhete. É possível utilizar o bilhete de uma pessoa como parte do pagamento da passagem de outra pessoa. Mas isso poderá incluir multas pela não utilização do bilhete, preços e condições de pagamentos diferentes.

Posso receber reembolso se não utilizar a passagem

Sim, mas há excessões. As companhias aéreas cobram multa em passagens com tarifas promocionais, portanto, o reembolso não será integral. Caso o pagamento da passagem tenha sido efetuado com cartão de crédito, o reembolso virá em forma de crédito na fatura de seu cartão. No caso do passageiro ter utilizado apenas um trecho do bilhete, o reembolso não será calculado sobre a metade da tarifa paga, mas sim sobre o valor da tarifa cheia, a mais cara. Em qualquer um desses casos, a espera pelo reembolso pode ser longa.

 Posso utilizar a passagem em uma outra data mais conveniente?

Sim, mas haverá cobrança de multa pela alteração da data e de uma outra multa equivalente caso você queira alterar o destino (reitinerar). O passageiro deverá usá-la no prazo de um ano a partir da data da emissão. Atenção: a data da emissão nem sempre é a mesma data do embarque. Após esta data o bilhete perderá a validade e não poderá ser utilizado ou reembolsado.

 O que se deve fazer em caso de atraso e cancelamento de vôo?

Para evitar maiores contratempos, é sempre aconselhável telefonar para a companhia aérea e confirmar seu vôo com 72 horas de antecedência. No dia do embarque, deve-se tornar a telefonar 3 ou 4 horas antes do vôo. Mesmo assim, se ocorrer atraso, dentro de um prazo máximo de quatro horas a companhia aérea tem por obrigação acomodar os passageiros em outro vôo, mesmo que em outra companhia, ou, caso o prazo não seja cumprido, proporcionar todas as facilidades para os passageiros, como acomodação, refeições, transporte de ida e volta ao aeroporto e telefonemas necessários. Caso o passageiro não concorde com estas providências, o mesmo poderá solicitar o reembolso do bilhete. Em caso de cancelamento por parte da companhia aérea, por qualquer que seja o motivo, o passageiro tem direito ao reembolso ou endosso em outra companhia aérea.

 Plano de assistência. Que novidade é essa?

De acordo com a portaria 19/dgac, de 12/01/2000, todas as empresas que operam no e para o Brasil, em caso de desastre com alguma de suas aeronaves, terão de assistir os familiares dos passageiros embarcados. Ou seja, disponibilizar um serviço 0800 para informações relativas ao acidente, fazer notificação pessoal às famílias das vítimas antes da divulgação da lista de passageiros pela imprensa e ainda proporcionar algumas facilidades aos familiares, como transporte para o local do acidente, hospedagem, alimentação, assistência médica, psicológica e etc. Mas para que isso seja possível ou facilite o trabalho de comunicação, o passageiro deverá preencher o formulário anexo ao cartão de embarque, que será destacado no portão de embarque. Mesmo não sendo um procedimento obrigatório, não deixe de fornecer seu nome completo e o de um parente, ou amigo, com telefone para contato. Estas informações são confidenciais e não poderão ser usadas para quaisquer outros propósitos, pessoais ou comerciais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s